Calendário 2018 com TODAS as fases da Lua Atualizado


Eventualmente, ocorre o perfeito alinhamento entre o Sol, a Terra e a Lua, o que dá origem a eclipses. Um eclipse solar acontece quando a Lua passa em frente ao disco solar, podendo ocorrer somente durante a lua nova, enquanto que um eclipse lunar ocorre no momento em que a Lua passa através da sombra da Terra, o que pode ocorrer somente na lua cheia. 


Esta transição entre fases foi na antiguidade utilizada para contagem do tempo, de forma que muitos calendários lunares foram criados tendo como base o ciclo lunar.

Pelo fato de que a Lua completa uma órbita ao redor da Terra a cada 27,3 dias, período que constitui o mês sideral, sua posição muda continuamente. 

Além disso, nosso satélite natural não possui luz própria, de forma que sua porção brilhante deve-se ao reflexo da luz solar. A qualquer momento, metade da superfície lunar está iluminada pelo Sol, por ser um corpo aproximadamente esférico, mas a fração iluminada que pode ser observada da Terra sofre variações contínuas.
Entretanto, o período que a Lua gasta para passar pela mesma fase é de 29,5 dias, conhecido como mês sinódico, que possui o mesmo período de uma lunação. Isto é atribuído ao fato de que, ao mesmo tempo em que a Lua move-se ao redor da Terra, ambos giram ao redor do Sol. Uma vez que as fases são determinadas pela posição desses três astros, a mudança de posição faz com que a Lua tenha que executar pouco mais que uma revolução para atingir a mesma posição em relação ao planeta e ao Sol.
Conforme executa sua órbita, a Lua move-se em média 13° para leste na esfera celeste a cada intervalo de um dia. Isto implica que, a partir da lua nova, o satélite ficará cada vez mais distante do Sol, se tornando mais proeminente até a lua cheia, quando fica do lado oposto ao Sol. Posteriormente, a Lua aparentemente aproxima-se do Sol, até que ocorra uma lua nova. A posição e o horário no qual a Lua nasce no horizonte leste varia continuamente devido, sobretudo, à inclinação da órbita lunar, que é de mais de 5° em relação ao equador terrestre que, por sua vez, está inclinado mais de 23° em relação à eclíptica. Calendário Lunar 2018



Cliente é presa após se recusar a ser atendida por negros na Pituba

Uma mulher aparentando ter cerca de 60 anos foi presa, na tarde deste sábado (6), em uma delicatessen do bairro da Pituba, em Salvador, após se recusar a ser atendida por dois funcionários do estabelecimento, que são negros.

 Segundo Paulo Sérgio, gerente da delicatessen Bonjour, na Rua São Paulo, a cliente já havia destratado funcionários do local em ao menos outras duas ocasiões, com comentários considerados preconceituosos, mas desta vez passou dos limites. Foi ele que chamou a polícia depois que outra cliente se irritou com o comportamento da mulher.


Foto: Leitor CORREIO
“Ela falou para os funcionários que não era para encostar nela. Disse que não queria ser atendida pelos nossos funcionários porque eles eram negros. Uma cliente se revoltou e reclamou com essa senhora. Eu expliquei que ela estava desrespeitando, que tinha passado dos limites, e disse que ia chamar a polícia”, afirmou Paulo Sérgio. Ainda segundo o gerente, “várias pessoas presenciaram a situação constrangedora”.

Um cliente, que chegou durante a discussão, contou que a suspeita reagiu de forma ríspida durante o atendimento. “Ela não queria comer nada que fosse tocado por negros e deu um ataque”, relatou.

Alertada de que estava cometendo o crime de racismo, a mulher ainda tentou se justificar, mas manteve o comportamento racista. “O sargento da PM que foi conversar com ela era negro, e ela se recusou a ouvi-lo. Como os primeiros policiais que atenderam à ocorrência chegaram de moto, ela disse que esperaria a viatura dentro do próprio carro, que ficou estacionado aqui na frente”, relatou o gerente. 

O gerente comentou ainda que quando o sargento negro tentou falar com a suspeita, novamente, que entrou em seu carro. “O sargento pediu para ela sair do carro, mas ela fechou o vidro e virou a cara para ele, e se recusou a ouvir o que ele tinha a dizer. Mas quando o outro policial, de pele mais clara, foi falar com ela, ela abriu o vidro e o ouviu”, comentou. 

Com a chegada do reforço, a mulher foi conduzida por uma policial feminina até a viatura. Segundo o gerente, a cliente que se revoltou com a situação, junto com funcionários e advogados da delicatessen foram prestar queixa na Central de Flagrantes, no Iguatemi. Até o início da noite, tanto a suspeita quanto os denunciantes permaneciam prestando depoimento.


A assessoria da empresa divulgou nota repudiando a atitude da mulher e dando apoio aos funcionários agredidos. “Reforçamos nossa extrema ojeriza a qualquer tipo de atitude preconceituosa. Há mais de 10 anos, desde a sua inauguração, que o staff da Bonjour é formado, em sua grande maioria, de trabalhadores negros - dos quais a Bonjour tem muito orgulho em tê-los em sua equipe. Repudiamos a atitude e esperamos que a mesma não se repita: seja ela em qualquer outra circunstância”, diz o comunicado.
Inicio


BR - SE - CA - FR - COM - IT - JP - CO - PT - RU - MX - TR - IN - AR - PE - ES - NO - NL - AU - DE - UK - GR - CH - SG - AE - CZ - IL - DK - FI - KR - IE - MY - AT - ID - QA - EG - NG - BY - CL - RO - KE - HR - SI - DK - SK - KR - EI - NZ - IS - LI - TW - RS - HK

Arquivo do blog